segunda-feira, 16 de maio de 2011

Assim...


_________Eu sou o erro não cometido, a luz apagada e a amizade que alguém não quis. Sou o amor rabiscado num coração tatuado - a oculta cicatriz -. Sou a dosagem exagerada de esquecimento pro que fiz sentir, o final do que nem teve começo. Sou isso, sou aquilo, e com tantas definições, não me reconheço. Eu sou a página virada de um livro mal julgado, sou a lágrima que o silêncio não calou, a palavra riscada, o passado forçado. Sou quem não deveria , mas acabei me tornando. Sou a mentira do musico, a verdade de quem acreditou. Sou isso, aquilo, e não queria ser quem sou.______________________________________________




Sei que esse texto, meio que foge de como eu escrevi os mais antigos, mas eu precisava posta-lo - significa algo importante pra mim -. Agradeço por virem, voltem sempre. Abraço de urso,

'Moniky Oliveira ;;

3 comentários:

cleia disse...

as vezes me pergunto quem sou eu ,e sinto que há um vazíl dentro de mim que não responde e fica o tempo todo a repetir quem sou eu?!quem sou eu ?!!sou a ultima esperança da humanidade ,talves quem sabe.

David Marinho/ @DaviidMarinho disse...

Adoreii amiga *-*

Friends:Renata e Juliana disse...

Renata disse:

"Eu não sou o piloto. Não sou o passageiro. Não sou o pedestre. Eu sou o acidente, e eu sou grave."
Lembrou-me o Lucas!

*Esse post têm muito a ver com vc,é bem característico.
Metáforico e fora de série!!
Amei,amei!
=)