segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Brevemente sobre erros, mudanças e amizade.

---
Todo mundo erra... E geralmente, tem direito a uma segunda chance pra mostrar que aprendeu e se arrependeu. Comigo é diferente. Me acusam de um erro que não cometi sem ao menos parar pra ouvir o que tenho pra dizer; afinal, de que valem as minhas palavras, diante da ausência de provas?! Ninguém lembra quem sou, os meus ideais, minhas atitudes antigas ou qualquer que seja o momento passado, diante da sentença por um delito inventado dita por alguém de maior importância. Eu não tenho provas. Logo, não sou ninguém.
---
O tempo sabe exatamente como ser sutil com as mudanças, que quando finalmente conseguimos nota-las, tudo já tem se tornado irreconhecível.
---
Amizade aguenta. Sustenta. Confia. E não é um simples contexto de mentiras repetidas até parecerem reais que vai nublar o que passou. O que foi vivido vai além de fatos fingidos com perfeição. Ou deveria.
---

6 comentários:

Jim Carbonera disse...

A pior sensação que existe é de injustiça. E é dificil controlar a raiva diante disso.

As pessoas gostam de acusar e julgar, mas ninguem se olha no espelho.

Mas uma coisa q aprendi, mais cedo ou mais tarde a verdade vem, e quem ta nos acusando agora, tende a depois chorar de desgosto.

Enfim,

Bjss

http://estilodistinto.blogspot.com/

Cherry'L. disse...

Realmente..é o puro fatoo^^

Pedro Lohan disse...

Divino. *-*
Eu ja sigo aqui ;)

O tempo sempre é nosso aliado.

Cuidando do visual disse...

Muito legal seu blog! :D

visite o meu também ~>http://cuidandodovisu.blogspot.com/

obrigada

rafaela ivo, disse...

É, tens razão quando diz que o tempo traz as mudanças. Mas sabe, minha teoria é que se uma coisa pequena causou dano na amizade, o dano já estava feito, e há tempos atrás. Resolvi comentar nesse post porque é o mais recente, mas teu blog é completamente lindo, e tem textos ótimos. Tô seguindo, beijos ;*

David disse...

Realmente! Todos erramos, e é muito dificil sermos reconheçidos quando queremos um segunda chance. Más é isso ai, com ou sem eles, a vida continua!