quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Você não saberia.

Quebrar a privacidade alheia era -naquele caso- como expor e jogar em praça pública, um coração ferido. Pior que os olhares de crítica, tinham também os murmúrios daqueles que nada fazem de útil com suas vidinhas medíocres além de brincar de ser Deus e julgar uns aos outros. Hipócritas idiotas.
Baldes de água fria e salgada em seus sonhos, lágrimas insossas dos que fingem se importar e apenas o silêncio totalmente relevante da inevitável humilhação. Quisera ser mais claro pra se fazer entender...Mas o cristalino agora está sujo de sangue.
Câmeras, luzes, ação...Corta.

Um comentário:

David Marinho/ @DaviidMarinho disse...

Adorei nikky, seus poste estão a cada dia mais massa e criativos tmb...